Histórias inspiradoras sobre idosos: Ainda dá tempo!

51 Flares Facebook 51 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 51 Flares ×

Antes de sua morte, Kimani Nganga Maruge foi considerado um dos alunos mais antigos do mundo, um estudante da escola primária no Quênia na idade madura de 89.

Em 2003, o governo do Quênia aprovou uma lei para a educação universal e gratuita na escola primária, o que levou Maruge, quanto tinha 86 anos, a se matricular em seu local na escola primária depois de convencer a administração da escola para admiti-lo em uma idade tão avançada.

Sua esperança como um estudante foi para melhorar a vida de sua família, como “aqueles com educação são sempre os mais bem sucedidos”, orgulhando-se em fazer o trabalho duro.

FORMATOS ANUNCIO GOOGLE - 468x60

Em seus dois anos de estudo em sua escola local no Quênia, ele não perdeu um dia de aula, caminhando para a escola todos os dias, mesmo com a falta de um dedo do pé perdido durante a guerra do Quênia para a independência em 1952. E quando Maruge foi diagnosticado com câncer, ele se matriculou em uma nova escola em Nairobi, determinado a aprender a ler.

De acordo com a Action Aid International, Maruge foi capaz de ler a Bíblia para si mesmo antes de morrer, um objetivo que ao longo da vida ele frequentemente citava.

Fonte: www.bestcollegesonline.com

51 Flares Facebook 51 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 51 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

51 Flares Facebook 51 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 51 Flares ×